Como você avalia seus fornecedores?

Como você avalia seus fornecedores?

Para o bom funcionamento dos negócios, é essencial que haja uma avaliação criteriosa de seus fornecedores. Isso porque, sem esse cuidado, corre-se o risco da excelência nos produtos ou serviços oferecidos ficar mais distante da realidade.
Essa avaliação serve como uma base para a estrutura dos processos de compra, e já é uma prática entre as empresas. Mas o que irá, de fato, tornar essas avaliações mais precisas e aprimoradas, serão métodos mais elaborados que permitirão identificar o risco de continuidade do negócio do seu fornecedor, e evitarão imprevistos e prejuízos, aumentando as possibilidades de atendimento demandas de produção com a qualidade exigida pela empresa e seus clientes.

É exatamente esse alinhamento e análise que garantirá maior rentabilidade e vantagem competitiva para a empresa.

A base de toda avaliação

A base de toda avaliação é a qualificação. Com ela, a empresa consegue analisar se o seu fornecedor possui os critérios necessários para fazer parte de sua operação. Isso é possível descobrir ao fazer uma série de questões com fatores que considera relevantes e, assim, classificar esse fornecedor como qualificado ou desqualificado a trabalhar como seu fornecedor.

As questões podem variar, mas em sua maioria incluem tempo de atuação no mercado, referências, certificados, assistência, garantias, equipamentos e ferramentas, qualidade dos entregáveis e assim por diante. A recomendação para tornar esse questionário ainda mais eficiente, é preciso utilizar de métricas e estratégias que filtrem a melhor opção, levando em consideração os objetivos da empresa.

Critérios importantes

Uma vez que é avaliada a competência dos potenciais fornecedores, chega o estágio de avaliar a capacidade de atender às necessidades da empresa. Avalie a velocidade em que esse fornecedor responde às demandas e as mudanças de mercado. Aqui será uma avaliação mais minuciosa, onde será pontuado questões de comprometimento e controle.

E, inclusive, certifique-se nesse estágio se o fornecedor em questão possui padrões de qualidade estabelecidos ou se aplica boas práticas em seus processos.

Além de todos os pontos mencionados, é preciso considerar o uso de tecnologias para os processos de aquisição, ou seja, tornar o negócio mais sustentável ao agregar automação e ferramentas tecnológicas nos processos de compra e venda de seus fornecedores. Além de aumentar consideravelmente a produtividade, esses recursos assegurarão a empresa de forma mais precisa e eficiente.

Por fim, a comunicação também será um fator importantíssimo para que os processos fluam de maneira eficiente. É preciso levar em consideração quais os canais de comunicação ambas empresa e fornecedor possuem para trocar informações, qual a velocidade que a empresa é notificada em caso de imprevistos ou controle de mercadorias, e assim adiante.

Aqui será onde todos os processos serão visualizados com mais clareza e, caso se mostre um processo difícil demais e não esteja mais atendendo às demandas da empresa, chega o momento de buscar novo fornecedor.

Esses são processos e práticas que devem ser pensados no dia a dia para que o rendimento fique cada vez mais alinhado e coerente dentro dos objetivos da empresa

Podemos concluir com mais propriedade agora a importância que há na avaliação dos fornecedores e como isso pode otimizar diversas áreas da empresa. Afinal, é uma preocupação em comum na operação a qualidade, os prazos, os valores, e o comprometimento dos fornecedores.

Que tal começar a planejar novos critérios de avaliação para seus fornecedores? Saiba que para isso a CredPartner pode lhe ajudar, avaliando os riscos econômico-financeiros e de continuidade de negócio do seu fornecedor. Entre em contato conosco agora mesmo e comece já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *